A Virgem de Guadalupe e Teotihuacan

Ontem no final da tarde encontramos novamente com a Katia (irmã do Dan) e hoje 23/04/15 fizemos um passeio com um guia até a Basílica de Santa María de Guadalupe e as ruínas de Teotihuacan. Antes de sair da Cidade do México, ainda paramos na Plaza de las Tres Culturas.

Site_1409

A Plaza de las Tres Culturas simboliza a fusão das raízes pré-hispânicas e espanholas na identidade mestiça do povo mexicano. A praça conta com um legado arquitetônico de três culturas: as pirâmides astecas de Tlatelolco, o Templo espanhol de Santiago que data do século 17, e a torre moderna que hoje abriga os apartamentos do Centro Cultural Universitário.

Site_1394

De lá seguimos para a Basílica de Santa María de Guadalupe, ou simplesmente Virgem de Guadalupe, que é a Padroeira do México. Diz a história que em 1531 a Virgem de Guadalupe apareceu para um índio chamado Juan Diego e disse para ele procurar o Bispo Juan de Zumárraga e pedir que fosse construído um templo em sua homenagem.

Site_1399

O Bispo não acreditou na história contada pelo índio e exigiu uma prova da aparição da Virgem. Na sua quarta aparição a Virgem de Guadalupe entregou a Juan Diego rosas que não poderiam ter crescido naquele lugar árido, como prova de sua existência. Ao chegar ao Bispo, o índio Juan Diego se deu conta que a imagem da Virgem de Guadalupe ficou milagrosamente estampada no tecido que ele utilizou para transportar as flores.

Site_1395

Esse milagre foi a prova que a igreja precisava para construir a primeira igreja em homenagem à Virgem de Guadalupe no ano de 1666. Esse templo era pequeno e simples e no ano de 1695 a igreja remeteu fundos e autorizou a construção de um templo maior, que foi finalizado no ano de 1709.

Site_1398

Infelizmente esse templo foi erguido sobre um charco e está literalmente afundando. Além disso, após a decretação oficial em 1737 da Virgem de Guadalupe como a Padroeira do México, o número de visitantes aumentou sensivelmente, chegando a incríveis 5 milhões atualmente.

Site_1396 Site_1400

Em razão disso, em 1976 foi inaugurada a nova Basílica, que é uma incrível obra de engenharia e cheia de simbologias. Como em Aparecida, os peregrinos passam por uma passarela e podem admirar a imagem da Virgem de Guadalupe.

Site_1401 Site_1397

Após renovarmos nossa fé, seguimos para as ruínas de Teotihuacan, que foram declaradas Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1987. Esse incrível complexo de pirâmides foi construído entre os anos de 250 A.C. e 600 D.C., mas foi abandonado no século 8 após o colapso da sociedade, até que os Astecas descobriram as ruínas e novamente ocuparam a cidade por volta do século 14.

Site_1405 Site_1406 Site_1402 Site_1403 Site_1408

No auge de seu desenvolvimento, Teotihuacan chegou a ter mais de 150 mil habitantes  e era um importante centro político e religioso. O sítio arqueológico é bem grande com várias estruturas, mas as mais impressionantes são as pirâmides do Sol (66 metros) e da Lua (45 metros). Subir os 248 degraus da Pirâmide do Sol é penoso, mas a vista lá de cima vale o sacrifício.

Site_1407 Site_1404

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: