México – Primeiras Impressões

Continuamos na cidade de Chetumal que está localizada a poucos quilômetros da fronteira com Belize. Após nossa difícil passagem pela aduana mexicana, resolvemos ficar alguns dias por aqui e relaxar.

Um fato interessante sobre o México é que veículos estrangeiros classificados como motorhomes podem permanecer em território mexicano por até 10 anos e não é necessário o depósito de garantia, enquanto os veículos de passeio tem permissão para ficar no país por apenas 180 dias e são obrigados a depositar um valor que varia de 200 a 400 USD (dependendo do ano do veículo), que é devolvido quando o veículo deixa o país.

Muitos americanos e canadenses trazem seus enormes motorhomes para o México, que ficam estacionados em campings ou trailer parks e são utilizados como “casas de veraneio”. Além disso, alguns overlanders (principalmente europeus) deixam suas “casas rodantes” estacionadas no México enquanto eles regressam para suas casas para trabalhar ou dar uma pausa na viagem.

A consequência disso é o grande número de campings e trailer parks espalhados pelo país. Existem até guias de campings no México, semelhantes aos guias de viagem do Lonely Planet, Rough Guides etc. Assim, escolhemos um camping agradável a beira mar e nos instalamos.

Site_1279 Site_1278 Site_1277 Site_1280

Os campings são ótimos não apenas pelo custo (em média 10 a 15 USD por noite), mas também para dar uma geral no carro e arrumar a bagunça; e foi dando uma geral que descobrimos que o bagageiro do Godzilla estava com duas barras quebradas.

Pois é, as barras quebraram na solda em razão do peso que carregamos no teto (o Fraga já havia alertado que isso poderia acontecer). Que isso sirva de alerta para quem está planejando uma viagem longa; o pior lugar para carregar peso é no teto – a estabilidade do carro fica prejudicada e a maioria (para não dizer todos) dos bagageiros e racks NÃO aguenta carregar tanto peso por tanto tempo.

Ainda bem que vimos (a Liene que viu) a tempo, pois se continuássemos dessa forma poderíamos ter um problema maior caso outras barras quebrassem e perfurassem o teto do carro. Assim, hoje de manhã levamos o Godzilla até uma oficina próxima ao camping para soldar as barras que quebraram e reforçar a solda de outras barras que estavam um pouco ruins. Com isso ficamos garantidos!

Site_1276 Site_1281

2 comentários em “México – Primeiras Impressões

  1. No México a aduana considerou o Godzilla como motorhome ou tiveram de fazer o depósito? Desconhecia essa cobrança. Sei que existe na Europa. Lá vcs tb fizeram depósito? Abs e boas estradas

    • Oi Paulo,
      Para o carro ser considerado um motorhome (casa rodante em espanhol), é necessário que o documento do carro tenha essa referência. O nosso está registrado como caminhonete e por isso tivemos que pagar o depósito no valor de 300 USD. Esse valor foi devolvido quando deixamos o México, mas é tem que tomar cuidado para não perder a aduana, pois ela nem sempre fica na fronteira (no nosso caso estava na entrada de Nogales).
      Não sei dizer como funciona na Europa, pois não embarcamos o carro para lá. Talvez o Renan e Paula (Outsiders Brasil) possam responder; no nosso site tem um link para a página deles.
      Abs,
      Dan e Liene

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: