A Charmosa e Surpreendente Granada

No dia 24/02/15 deixamos a costa rumo à charmosa cidade de Granada. Fundada em 1524 por Francisco Hernández de Córdoba, La Gran Sultana como é conhecida por suas construções que lembram a arquitetura do norte da África e a região da Andaluzia, Granada é uma das cidades mais antigas do Novo Mundo.

Hoje Granada é uma cidade muito tranquila e gostosa para se caminhar, mas nem sempre foi assim. A cidade foi vítima de várias batalhas e invasões de piratas ingleses, franceses e holandeses; foi quase totalmente destruída em 1856 após um incêndio causado por ordem de William Walker; e mais recentemente disputou o título de capital da Nicaragua com a cidade de León, gerando até conflitos mais violentos, que só cessaram quando a capital federal foi transferida para Managua que está situada entre as duas cidades.

No dia 25/02/15 fizemos um walking tour pelo centro histórico de Granada e pudemos conhecer um pouco mais dessa incrível cidade. Nosso passeio começou pelo Parque Central e Catedral de Granada, que foi construída em 1915.

Site_0913 Site_0916 Site_0914 Site_0925

Em seguida visitamos a Plaza de la Independencia e a Casa de los Leones, que hoje funciona como um centro cultural com exposições, ateliês de pintura etc.

Site_0915

De lá passamos pelo Convento y Museo San Francisco, com seu enorme pátio interno cheio de palmeiras – muito bonito.

Site_0918 Site_0917

Visitamos também a Iglesia de La Merced que foi uma das poucas construções que sobreviveu ao incêndio provocado por William Walker e foi mantida sem pintura até hoje como uma forma de lembrar a tragédia.

Site_0920 Site_0919

Da torre da igreja é possível ver praticamente toda a cidade e ao fundo o Lago Nicaragua.

Site_0921 Site_0922 Site_0923

Finalizamos nosso passeio na Iglesia de Guadalupe após passarmos pela movimentada região do Mercado Municipal.

Site_0924 Site_0926

No final da tarde fizemos um passeio por Las Isletas, um arquipélago formado por 365 pequenas ilhas de origem vulcânica que surgiram com a explosão do vulcão Mombacho. Muitas dessas ilhas são particulares e têm construções luxuosas de veraneio de nicaraguenses e estrangeiros, outras têm restaurantes ou comunidades de pescadores, mas algumas delas permanecem intocadas, como a Isla de los Monos (Ilha dos Macacos), que abriga uma família de 5 macacos.

Site_0927 Site_0928 Site_0929 Site_0933 Site_0932 Site_0931 Site_0930

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: