Bienvenido a Colombia

Hoje (12/01/15) entramos no oitavo país dessa viagem rumo ao Alasca e último país da América do Sul, a Colômbia. Cruzamos pelo Paso Fronterizo Puente Internacional de Rumichaca, que separa a cidade de Tulcán no Equador da cidade de Ipiales na Colômbia e é a principal e mais movimentada fronteira entre os dois países.

Site_0748

Os trâmites de saída do Equador e entrada na Colômbia foram incrivelmente rápidos. Ouvimos muitas histórias sobre o rigor da fiscalização na fronteira em razão do narcotráfico, mas conosco foi super tranquilo e em menos de 40 minutos estávamos com os passaportes carimbados e liberados para entrar na Colômbia.

Muitos falam que a Colômbia é perigosa em razão das FARCs e do narcotráfico, e a notícias que circulam na mídia internacional não ajudam muito a melhorar a reputação desse país, mas na realidade o maior perigo da Colômbia é querer ficar. Nós já estivemos na Colômbia outras vezes, mas nunca fomos além da Catedral de Sal que fica em uma cidade próxima à Bogotá, e em todas as vezes que visitamos o país nos sentimos super seguros.

Ao contrário do que aconteceu no Equador, onde entramos sem saber ao certo o que esperar e saímos com vontade de ficar, já entramos na Colômbia com a certeza de que erramos ao planejar ficar tão pouco tempo por aqui e se depender das paisagens e da simpatia das pessoas, como o policial (não foi uma parada policial) que encontramos perto de Pasto, vai ser ainda mais difícil sair desse país.

Site_0753 Site_0755

Hoje também foi um dia de encontros inusitados. O primeiro foi no Santuário Las Lajas, uma magnífica igreja em estilo neogótico construída no início do século XX em um cânion na cidade de Ipiales.

Site_0749 Site_0751 Site_0750

Lá encontramos por acaso o casal inglês Martin e Nicole, com quem vínhamos falando pelo facebook. Foi um encontro muito legal e ficamos um bom tempo falando sobre nossas experiências nas estradas.

Site_0752

Saindo do santuário seguimos até a cidade de Pasto e passamos na Laguna de La Cocha, onde encontramos uma kombi com placa de Teófilo Otonio. Ao volante estava o carioca Fausto e no carona o seu amigo espanhol Alejandro. Eles estão fazendo a rota do calor, praias, ondas, cervejas e chicas, mas quando nos encontramos estávamos a quase 3.000 m e a temperatura beirava os 10 graus, então já dá para imaginar o sofrimento dos dois.

Site_0756 Site_0754

No fim do dia paramos em Pasto, nossa primeira parada oficial em terras colombianas.

2 comentários em “Bienvenido a Colombia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: