Death Valley e Inyo National Forest

No dia 28/05/15 saímos de Las Vegas e seguimos rumo ao Death Valley na fronteira entre Nevada e Califórnia. Esse lugar faz jus ao nome e sozinho é dono de 3 recordes impressionantes: o da maior temperatura já registrada (137 Fahrenheit / 57 Celsius), o do lugar mais seco da América do Norte (chove em média 60 mm por ano), e o do ponto mais baixo dos EUA (282 ft / 86 metros abaixo do nível do mar).

Site_1739 Site_1738 Site_1744 Site_1745 Site_1746

Mesmo com esse nome, o Death Valley é extremamente bonito e com bastante vida (vimos lagartos, pequenos roedores, coiotes e roadrunners, mais conhecido como o papaléguas). E, além disso, esse lugar totalmente inóspito é habitado desde meados do século 19, durante a corrida do ouro.

Apesar da mineração de ouro ter acabado há muito, ainda existem muitas minas espalhadas pelo parque, como essa que se chama Eureka. Ela data de 1905 mas até hoje existem muitas estruturas de pé.

Site_1764 Site_1765 Site_1766

Ainda, durante anos as empresas exploraram as reservas de Borato de Sódio (Bórax), mas com a queda da demanda pelo minério a principal atividade econômica da região gradualmente migrou para o turismo, sendo o Death Valley convertido em parque nacional em 1994.

Site_1769

As carroças eram puxadas por 20 mulas

Site_1770 Site_1749 Site_1748 Site_1747

O parque é enorme e a temperatura chega fácil aos 40 graus celsius (o termômetro do nosso carro estava marcando 112/113 fahrenheit / 44 celsius às 13h30), então não é recomendável fazer qualquer tipo de atividade física após às 10 da manhã.

Site_1752 Site_1753

Por isso, decidimos ficar duas noites por aqui e explorar o parque por partes. No dia 28/05/15 fizemos a parte sul e sudeste e passamos por:

Dante’s View – ponto mais alto do parque (14.505 ft/4.421m ) de onde se tem uma vista privilegiada de todo o lugar;

Site_1740 Site_1741

Zabriske Point – de onde se pode admirar o pôr do sol (não ficamos) e as formações rochosas em formato de ondas;

Site_1742 Site_1743

Badwater – que é o ponto mais baixo (86 metros abaixo do nível do mar) e um simpático salar, mas nem se compara ao Salar Uyuni na Bolívia;

Site_1750 Site_1751

Devil’s Golf Course – imagina jogar golfe com um calor desse. Somente o diabo mesmo… Pelo menos não tem O.B. nem hazard…rs;

Site_1754 Site_1755 Site_1756

Artists Drive e Artists’ Pallet – se trata de um desvio de 9 milhas da estrada principal, mas que é recompensada por uma vista incrível;

Site_1758 Site_1759

Do camping, apesar do calor, assistimos um belo pôr do sol.

Site_1760 Site_1761 Site_1762

Na manhã seguinte (29/05/15) fizemos o lado norte e noroeste do parque e passamos por algumas estradas secundárias que nos levaram a uma antiga carvoaria e também às dunas, chamadas Mesquite Dunes. Tudo muito bonito.

Site_1763 Site_1768 Site_1767

Gostamos bastante do Death Valley, mas o calor judia bastante. Por isso, hoje (30/05/15) saímos em busca de um clima mais temperado. Nosso objetivo é chegar ao Yosemite Park, parque das Sequóias, mas antes passaríamos a noite na simpática Mammoth Lakes, que fica super movimentada durante a temporada de ski no inverno.

No caminho entre o Death Valley e Mammoth Lakes vimos uma placa indicando um parque chamado Ancient Bristlecone Pine Forest. Não tínhamos ideia do que se tratava, mas como era cedo resolvemos fazer um desvio e conhecer esse parque.

Os Bristlecone Pines são árvores que crescem apenas em condições específicas (baixa humidade, solo alcalino e altitude) e estão entre os seres vivos mais antigos da terra. Algumas dessas árvores têm mais de 4.000 anos e ao contrário do que podemos imaginar, não são árvores enormes.

Site_1771 Site_1772

O parque fica a mais de 3.000 metros de altitude, então caminhar é um pouco cansativo, mas o esforço vale a pena pois a vista das árvores com os picos da Sierra Nevada ao fundo é maravilhosa.

Site_1773 Site_1774

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: